sábado, 29 de outubro de 2011

COISAS QUE A BÍBLIA NÃO DIZ - ( Parte II )

15) Que em Jo 5.39, Jesus mandou que o povo examinasse as Escrituras(...). Não. A forma verbal de Jo 5.39 está no modo indicativo: examinais; e não no imperativo: examinai. Trata-se de uma repreensão de Jesus àquele povo, mostrando que eles eram incoerentes. Eles examinavam as Escrituras e não queriam vir a Jesus, de quem as Escrituras tratavam. Isto era um contra-senso. Ver também em Lc 24.27,44. 16) Que eram dez talentos , na Parábola dos Talentos, Mt 25.14-30. O homem da parábola distribuiu oito talentos. Por ocasião do acerto de conta entre o dono da terra e seus servos há menção de quinze talentos, por causa dos rendimentos. Nada de dez talentos.... 17) Que Jesus na sua caminhada para o calvário, caiu sob o peso da cruz. A Bíblia não fala isto; é mais uma influência de tradição romanista. Jesus pode até ter caído, exausto como estava, e sangrando pelo açoitamento e pela coroa de espinhos, mas a Bíblia não declara. Ver Mat 27.31-33; Mc 15.20-22; Lc 23.26-33; Jo 19.16-18; Hb 12.2;  1 Pe 2.24. 18) Que Paulo caiu do seu cavalo ao chão,  quando Jesus lhe apareceu o caminho perto de Damasco. As referências bíblicas pertinentes não falam nada disso. At 9.1-8; 22.5-11;26.12-16. Paulo e sua comitiva deve ter viajado em carruagem de tração animal, como era comum na época. A cultura desse erro cabe também aos pintores desenhistas e escultores, que mostram tal cena em suas obras, inclusive artistas famosos, mas equivocados. É também o caso do nº 3, já exposto em que os pintores mostram o anjo brandindo uma espada na mão, quando aquele resolvia-se sozinha, por um ato de Deus 19) Que em 1 Co 7.20,24 a Bíblia ensina que o crente deve manter-se na ocupação em que se encontrava quando aceitou a Cristo. A bíblia esta falando aí, do crente como cidadão do Estado, perante as leis da sua nação (ver v 21); que ele deve continuar dentro do possível, no  estado ou condição social em que se encontrava no momento da sua conversão, mas que sugerindo uma oportunidade propícia, ele deve aproveitar para melhorar a sua condição de cidadão. 20) Que 1Co 15.29 dá entender que os cristãos de Corinto praticavam o batismo pelos mortos. Não. A Bíblia não esta sancionando aqui esse batismo herético praticado por uma facção anticristã de Corinto. Paulo esta mostrando aqui,  pelo Espírito Santo, a incoerência deles. Se criam na ressurreição dos mortos 1Co 15.12), pra que batizar os vivos para salvar os mortos?  Era uma aberração da parte deles!. 21) Que em 2 Co3.6 a “letra”, isto é, o saber,a cultura,mata. Querem dizer com que a cultura em geral é destrutiva. Ora,em 2 Co 3.6, Letra refere-se à dispensação da lei mosaica. Nada tem a ver  com, o saber, o conhecimento, a educação acadêmica. É bastante ver o verso 7. 22) Que, segundo Paulo Fp 3.8, a sabedoria humana é comparada a esterco. A referência de Fp 3.8 trata da linhagem judaica e dos privilégios de Paulo, consideradas em relação à sublimidade de Cristo e ás bênçãos do Evangelho. Ver Fp 3.4,6. 23) Que em Ap 21.9,10 a esposa do Cordeiro” é a Igreja. Ora, trata-se aí a cidade celestial – a Nova Jerusalém de Deus. É só examinar cuidadosamente os capítulos 21 e 22 de Apocalipse. 24) Que o dinheiro é a raiz de todos os males.  Bíblia nenhuma contém essa afirmação. A única coisa que a Bíblia diz, parecida com isso é, ”o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males”, em 1 Tm 6.10.  25) Que a Bíblia diz: ”Dá um passo para mim, e eu darei dois pra ti”. Estas palavras são muito agradáveis, mas não são da Bíblia; esta, apenas diz: Chegai-vos a Deus ,e ele se chegará a vós”. 26) Que devemos ora sempre de olhos fechados. A Bíblia não declara isso; entretanto é uma necessária e sábia atitude do crente ao orar. Orar de olhos fechados é algo automático para o crente, mas não que seja obrigatório. Em determinadas situações você precisa orar e vigiar do olhos abertos. 27) Que o “selo da promessa” é o batismo com o Espírito Santo, conforme Ef1.13,14;4.30;2 Co 1.22. Muitas outras passagens da Bíblia tratam do Batismo com Espírito Santo, como evidência física do falar noutras Línguas, pelo Espírito Santo, mas as passagens acima,não.  Elas falam da habitação do Espírito Santo nos salvos, como nossa segurança de que somos propriedade de Deus, e como garantia da nossa herança celestial, da qual Deus já nos deu o penhor, que é o Espírito Santo habitando em Nós. O estudante precisa saber aqui o que era o selo então, como era usado, e para que era usado.        É de grande ajuda aqui, o estudante examinar todas as passagens da Bíblia que trata de selo. 28) Que Ap 19.9 trata das bodas do Cordeiro. Ap 19.9. Trata da ceia das bodas do Cordeiro. As bodas mesmo estão no v.7. 29) Que no milênio de Cristo sobre a terra não haverá noite. Não haverá noite na nova terra após o Milênio, quando Deus fizer nova todas as coisas (Ap 21.25;22.5)  O Milênio não é os novos céus e a nova terra. É preciso, pois,  muito cuidado e atenção com o que a Bíblia fala, diz e afirma; do contrário, vamos falar,dizer e afirmar o que Ela não diz
Antonio Gilberto consultor doutrinário eTeológico
Mensageiro da Paz -1997

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

COISAS QUE A BÍBLIA NÃO DIZ (Parte I)

Há toda uma série de palavras, frases e declarações que pessoas diversas, inclusive cultas, e até obreiros citam como se fosse da Bíblia quando não o são. O leitor seja crente ou não, deve precaver-se para evitar  esses senões e  impropriedades para com a Palavra de Deus.  Segundo nosso grande escritor e consultor evangélico da CPAD, conhecido no mundo inteiro, apresenta uma lista desses casos.   Cada caso é acrescido de uma pequeno incompleto comentário sobre o assunto abordado. 1) Deus não trabalhou no sétimo dia da criação. Trabalhou sim. É somente ver em Gn 2.2ª - E, havendo Deus acabado no dia sétimo a sua obra,(....), 2) Que a fruta que Adão e Eva comeram no Éden, e assim transgrediram as ordens de Deus, foi a maçã.  Não se sabe que fruta era aquela. A Bíblia não dá o nome da fruta. Ver Gn 3.1-6. 3) Que um querubim guarda a entrada do Jardim do Éden, com uma espada flamejante, após a queda  de  Adão e Eva.  A  Bíblia não diz quantos querubins eram. Apenas diz “querubins” (Gn3.24). Uma espada inflamada removia-se sozinha pelo poder de Deus, no lado leste do jardim, onde estavam também os querubins (v24).  Pouca gente nota que Adão não queria deixar o jardim; foi preciso lançá-lo fora  “O Senhor Deus, pois o lançou fora do jardim” (v 23). A Bíblia explica as razões disso em  Gn 3.22,23; 2.16,17; 3.6-13. 4) Que antes do Dilúvio não chovia na face da terra.  Isto dizem, tomando por base Gn 2.5,6, ”Porque ainda o Senhor não tinha feito chover sobre a terra(...)” Ora, Gn 2.5 refere-se a terra quando ainda não existia o homem;  este, fora criado por Deus (Gn 1.27), mas ainda não formado por Deus (Gn 2.7,22). 5) Que Noé levou 120 anos para construir a arca, antes do Dilúvio. Cento e vinte  anos foi o tempo que Deus concedeu de tolerância àquele geração antediluviana, apóstata e decaída. Durante aquele tempo Deus susteve o julgamento do dilúvio, conservando-se com vida aquele povo ímpio. É possível que Noé tenha levado 120 anos para construir a arca, mas não esta explicitamente declarado.  As ferramentas , as técnicas e os artesãos não eram avançados como hoje. 1Pe 3.20 dá entender que Noé levou 120 anos na construção, enquanto anunciava a mensagem de salvação àquele povo. Tudo devido a longanimidade de Deus, conforme diz:1 Pe 3.20. Ver também Mt24.37;Lc 17.26,27;Hb 11.7. 6) Que o gigante Golias foi morto pela pedra que Davi atirou com a sua funda.  A pedra feriu mortalmente o gigante e o derrubou, porém Davi acabou de matá-lo com espada do próprio gigante adversário (1 Sm 17.50,51). 7) Que a lepra na Bíblia é um símbolo do pecado. Não esta declarado isto na Bíblia, mas pode-se dizer que o é. A lepra mencionada na Bíblia não era tratada pelo médico, e sim pelo sacerdote de Israel, o que expressa a idéia de pecado, uma vez que o sacerdote era um mediador entre o pecador e Deus. Por sua vez, Is 1.6 e Sl 51.7, falam do pecado como uma doença espiritual horrível e destruidora. Ver também Tg 1.14,15; Rm 5.12; 711. 8)  Que Absalão,filho de Davi, morreu por ter ficado pendurado pelos cabelos numa árvore. Absalão morreu pela mão de um general Joabe, que atirou contra ele três lanças. Seus soldados também feriram. Absalão estava antes vivo, preso pela cabeça, pendurado numa árvore, na mata (2Sm18.9,10,14,15) 9) Que em Ct 2.1, a” rosa de Sarom” é prefiguração de Jesus, o noivo celestial da igreja. A rosa de Sarom de Ct 2.1 trata-se da noiva falando de si mesma, e não do noivo. Em Ct 1.17, o noivo fala; e  2.1 é a noiva;  em 2.2 é o noivo outra vez. 10) Que as vestes de João Batista o precursor de Jesus, eram feitas de pele de camelo. Eram feitas de pêlo de camelo, isto é, tecidos feitos de pêlo; não de pele ou couro de camelo. Ver Mt 3.4 11) Que foram três magos que vieram adora o menino Jesus.   A Bíblia não dá o total dos magos, não afirma que eles eram reis, não dá os seus nomes, nem descreve suas raças e cores. Tudo são invencionices e tradições sem fundamento bíblico(Mt 2.1-11). 12) Que Jesus foi apresentado no templo em Jerusalém no oitavo dia após o seu nascimento. Ele deve ter sido apresentado no templo após 41 dias de nascido, conforme prescrevia a lei em Lv 12.2-4; isto é,33 dias + 7dias +1.  Dizem que ele foi apresentado aos 8 dias devido a referência de Lc 2.21 que fala em “oito dias”. Mas aí trata-se de sua circuncisão, e não a sua apresentação. 13) Que Jesus açoitou os vendedores cambistas do templo com um azorrague feito de cordas.  A Bíblia não declara que Jesus os açoitou, e sim que os expulsou do templo, juntamente com seus animais e aves(Jo 2.15;Mt 21.2;Mc 11.15;Lc 19.45). 14) Que o samaritano de Lc 10.30 era bom – O Bom Samaritano.  A Bíblia não diz que ele era bom. Ela descreve, sim, com destaque o seu bom ato de socorrer o viajante que fora assaltado na estrada. O cabeçalho, epígrafe ou título que geralmente antecede Lc 10.25 diz: O Bom Samaritano. Mas isto é posto pelos editores e publicadores da Bíblia; não pertence propriamente o seu texto. De fato, aquele samaritano praticou uma boa ação, mas não esta escrito que ele era bom
Antonio Gilberto - consultor doutrinário e teológico-
Mensageiro da Paz –Janeiro 1997

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A MISSÃO EDUCACIONAL DA IGREJA

            
Educação como todos sabemos, é o processo   desenvolvimento  da   capacidade física, intelectual, moral e espiritual do ser humano. Ao abrirmos  as nossas  Bíblias, no  livro de Êxodo, encontramos, no capitulo 4, versículo12, a disposição de Deus de ensinar a Moisés o que ele devia falar a Faraó, ao chegar diante do soberano egípcio.Descobrimos então nesta passagem bíblica, ser o Criador o primeiro professor cujo nome esta registrado nas Escrituras Sagradas. Constitui-se portanto, em um dos principais desejos de Deus, o ensino da sua Palavra, conforme lemos em Pv 22.6 "Instrui o menino no caminho que dever andar,e, ate quando envelhecer, não se desviará dele." Por isso é missão da igreja educar as suas crianças, desde a mais tenra idade. Certa vez perguntou-se em uma faculdade de Pedagogia, quem era o maior pedagogo da história humana. Citaram os diversos da Escola filosófica grega, e o professor discordou de todos. Uma jovem evangelista levantou-se e, com  convicção, declarou "Jesus Cristo, pois é o Mestre dos mestres".  Ela acertou em cheio pois o filho de Deus suplantou a todos os educadores que palmilharam a face do nosso planeta. Nos quatro Evangelhos, Jesus é chamado, 60 vezes de Mestre. Ele ensinava: Nas sinagogas Mc 6.2; Nos lares Mc12.1,2; No templo Mc 12.35-37; Nas aldeias Mc 6.6; As multidões Mc 6.34; a pequenos grupos,Lc 24.13,15,27 e Individualmente, Jo 3.8. Jesus durante três anos e meio de seu ministério, formou o colégio apostólico com o propósito de preparar 12 discípulos, a fim de que o substituíssem no ministério do ensino. Após a ascensão de Jesus mediante seu pedido, expresso em Mateus 28.19,20 os discípulos assumiram o ministério do ensino, a fim de darem seqüência à missão de Cristo, e educar vidas para eternidade. Constatamos esta grande verdade, ao lermos Atos 5.42 "E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar e de anunciar a Jesus Cristo. A igreja então assumia, então, o compromisso de transmitir, de geração em geração, os ensinos de Jesus. Entre eles apresentamos o apóstolo Paulo que se dedicou com afinco ao ensino da Palavra de Deus, nas diversas cidades por onde passou.Destacamos as seguintes metrópoles: ANTIOQUIA DA SÍRIA, durante 12 meses Atos 11.25,26. A mensagem surtiu tanto efeito naquela  cidade que os discípulos de Cristo tiveram suas vidas transformadas e comprovadas por todos , e mereceram o título de cristãos. ÉFESO, durante 36 meses atos 20.20,31. Não somente nas casas, mas publicamente, o apóstolo dos gentios ensinou a Palavra de Deus, com lágrimas, no período de três anos e meio, a fim de que os discípulos daquela localidade dessem seqüência a este sublime ministério, após sua morte. CORINTO, durante 18 meses Atos 18.1,11. Inicialmente, ele ensinou na sinagoga local, mas foi expulso. Convidado por Tito Justo, prosélito,vizinho  daquela casa de oração, utilizou a residência do amigo, para ganhar tanto os judeus como os gentios. ROMA, durante 24 meses Atos 28.30,31. Paulo encontrava-se em prisão domiciliar, mas não perdeu a oportunidade de ensinar  á Palavra de Deus a todos o que visitavam. Partiu desta vida, ciente ter feito o melhor para o crescimento do reino de Deus. Até o ano 400 d.C., os sucessores desta primeira geração apostólica deram sequência ao ensino da Palavra de Deus, quando impedidos pela oficialização da religião cristã, por intermédio de Constantino, Imperador romano. Mas no dia 31 de outubro de 1917, Lutero e outros membros do clero da igreja católica promoveram a reforma nas estruturas básicas do cristianismo e colocam a Bíblia Sagrada novamente nas mãos dos leigos. Hoje através da Escola Bíblica Dominical, nós, educadores cristãos, temos o compromisso de dar continuidade à missão educacional da Igreja, iniciada por seu fundador, Jesus Cristo. Sigamos pois o sublime conselho do grande ensinador, apóstolo Paulo: "Se é ministério, seja em ministrar, se é ensino, haja dedicação no ensino, Romanos 12.7
Mardonio Nogueira -Setor de educação cristã -
reedição PbDaniel Silveira -Distrito  23 João Costa -IEADJO

terça-feira, 18 de outubro de 2011

O arrependimento de Deus não é como o nosso.

DEUS SE ARREPENDE OU NÃO?
Gn 6,5. Fala da tristeza de Deus quanto a má índole do homem.É uma figura de linguagem chamada antropopática para facilitar o entendimento humano.O que o texto esta indicando é que Deus não se contristou pela desobediência do homem, e não que ele, o Senhor, tivesse se arrependido de sua criação,ou, então, que houvesse cometido algum erro . Em Nm23.19, vemos que a Palavra de Deus é fiel e,ao contrário dos homens, se cumpre.Numa terceira passagem,, Jeremias 18.7-10 lemos:"Se a tal nação....se converter da sua maldade, também eu me arrependerei do mal que pensava fazer-lhe"Não se trata obviamente, do caso de Deus se arrepender de algum erro a que tenha cometido, mas da supressa do castigo anunciado por ele.Deus não erra, logo, seu arrependimento.  "não é como o nosso". O soberano é imutável, Deus sabe lidar apropriadamente com as mudanças no comportamento humano. Quando dos homens pecam e se arrependem de seus pecados. Deus, "muda seu pensamento" O senhor abençoe e puni o homem, ou, se for o caso, uma nação inteira, de acordo com a nova situação Ex 32. 12,14;1 Sm15.11;2 Sm26.16; Jr 18.11; Am 7.3-6
nota-Revista Defesa da fé p.62-mai 2001
Pb Daniel Silveira - Distrito 23 João Costa

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Escravo e Senhor

"A liberdade cristã apresenta dois princípios - o primeiro:  O cristão é  SENHOR  - ele é o mais livre dos homens e não esta sujeito a ninguém;  segundo: O cristão é SERVO - é o que tem mais deveres para como os outros e está sujeito a todos. Livre de todos os homens, para ser servidor de todos;  eis o fundamento da Liberdade cristã"
LUTERO -
Pb Daniel Silveira 

DESAFIOS FUTUROS PARA A IGREJA

Hermenêutica  arte de interpretar textos Parte (a)

        Por que estudar princípios de interpretação? Nosso alvo é aprender hábitos de interpretação correta que afetarão de modo positivo nossos estudos da Bíblia durante as próximas décadas. Exemplo. A Bíblia diz: “Feliz aquele que pegar seus filhos e os despedaçar contra a rocha” (Sl 137.9)  Um cruzador do século II pegou um nenê sarraceno e justificou seu assassínio brutal. Na América colonial e na África do Sul, os recém-chegados da Europa citavam como base bíblica a ordem de Josué para matar os cananeus e tomar posses das suas terras e conquistaram as terras das populações indígenas. Há apenas cinqüenta anos, comícios políticos na Alemanha nazista destacavam pastores que explicam que o extermínio dos judeus era da vontade de Deus, porque tinham pedido que o ensino de Cristo estivesse sobre eles e sobre as cabeças de seus filhos (Mt 27.25)

Mesmo entre os cristãos, as falsas interpretações das Escrituras são abundantemente exemplificadas. Algumas das distorções são meras curiosidades, como o caso de milhões de católicos que acreditam que literalmente bebem o sangue de Cristo e comem do seu corpo quando celebram a comunhão. Os mórmons subvertem a doutrina sólida ao tentarem justificar práticas duvidosas, tais, como: o batismo por procuração em favor de algum morto, tomando como base um só versículo isolado das Escrituras: 1 Co 15.29. Doutra maneira, que farão os que se batizam pelos mortos, se absolutamente os mortos não ressuscitam? Por que se batizam eles, então, pelos mortos? Outros simplesmente confundem os santos e distorcem a imagem da igreja diante dos incrédulos. Certa distorção que notamos recentemente diz o escritor foi noticiada uma igreja que inclui a manipulação de serpentes e a ingestão de venenos como parte de seu culto. Os membros acham que essa prática podem aumentar a fé, e declaram que se baseiam na promessas que Cristo fez no sentido de proteger os seus coisas. O texto usado por eles é Marcos 16.18. Esses poucos exemplos ilustram a estultícia de achar que cada um deve interpretar a Bíblia de sua própria maneira. Se não houver diretrizes gerais para a interpretação apropriada, a Bíblia refletirá os corações do homens, mas não os transformará. Mas a Bíblia claramente interpretada e proclamada segundos as leis que governam a comunicação humana tem mantido sucesso notável no decurso dos séculos. A ela se deve  derrota da escravidão, dos vícios, e da corrupção do império Romano, e também a transformação de diversas culturas e da vida de milhões de crentes verdadeiros. Certamente um estudo sistemático de como interpretar a Bíblia deve  ser uma propriedade para todo o estudioso sério das Escrituras. A pregação e o ensino da Palavra de Deus, corretamente interpretada, são cruciais para manter um igreja biblicamente sadia e vitoriosa

Por Gordon Chown –  Referência, revista Defesa da Fé pg 58/outubro de 2000  -  Reedição - Pb Daniel Silveira

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

EXAMINAR-SE A SIM MESMO?

O que significa ” comer o pão  ou beber o cálice indignamente”
Sobre este assunto, o apóstolo Paulo não nos dá, em 1 Co 11.27, nenhuma definição direta do que vem a ser comer indignamente. Analisando o contexto, ele queria dizer que decência   comum deve ser observada, ou seja, não pode haver, entre cristãos, qualquer desordem de glutonaria, de embriaguez, de egoísmo, de degradação a outros, de contendas etc. Todas essas práticas estavam atuando como elementos perturbadores da igreja  de Corinto e profanavam a observância da Ceia do Senhor. O versículo seguinte diz que o homem deveria examinar-se a si mesmo para verificar qual o pecado que estava  agindo secretamente em alguma área de sua vida, embora tal pecado não pudesse ser visto pelos outros.Paulo no entanto não esperava  que seu leitores fossem perfeitos, apenas sinceros, o que lhe capacitaria a busca e ganhar a vitória em todos os setores da vida diária.  Nota - (O Novo Testamento interpretado versículo por versículo R.N. Champlin. Editora Candeia)

LEMBRA-TE DO TEU CRIADOR

Eclesiastes é o título que, na Septuaginta (LXX), recebe o livro chamado de Qohelet no texto hebraico da Bíblia. Ambos os vocábulos, o grego e o hebraico, significam praticamente o mesmo: “pregador”, “orador”, “pessoa encarregada de convocar um auditório e dirigir-lhe a palavra”. E, em ambos os casos, trata-se de termos derivados: Qohelet deriva de qahal, raiz hebraica que, com a idéia de “reunião” ou “assembléia”, ficou representada em grego pelo substantivo ekklesía, do qual, por sua vez, Eclesiastes (Ec) é derivado.

Mais que um discurso pronunciado perante uma assembléia, este livro parece um solilóquio. É uma espécie de discussão do autor consigo mesmo, interna, da qual freqüentemente considera realidades opostas entre si: a vida e a morte, a sabedoria e a estultícia, a riqueza e a pobreza.
Mui especialmente, o  capítulo 12 de Eclesiastes, seus versículos pintam um quadro da velhice. Em que a mocidade deve preparar-se para velhice    suas debilidades físicas se intensificam a caminham para a idade madura. O escritor  usa expressões poéticas para indicar a morte física
Salomão registrou estas palavras de sabedoria quando já era avançada em idade. O público que deveria alcançar era provavelmente formado pelos seus súditos, o povo de Israel

 O autor do Salmo 90,  Moisés na sua oração, diz   que  os nossos dias vão passando na tua indignação; acabam-se os nossos anos como um conto ligeiro. v10 relata,  que  a duração da nossa vida é de apenas  setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o melhor deles é canseira e enfado, pois passa rapidamente, e nós voamos. a nossa vida termina como um sopro.
RA Ec 12. 1 Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais dirás: Não tenho neles prazer RC” Lm 3. 27 Bom é para o homem suportar o jugo na sua mocidade
RA  Sl 89. 47  Lembra-te de como é breve a minha existência!  Pois criarias em vão todos os filhos dos homens!   48 Que homem há, que viva e não veja a morte?  Ou que livre a sua alma das garras do sepulcro?  NVI –Lembra-te como é passageira a minha vida.Terás criado em vão todos os homens? 49 que homem pode viver e não ver a morte, ou livrar-se do poder da supultura?  
V2 ”A alegria fala do nosso espírito, alma, sentidos, e provações NTLH V2 Lembre dele antes que chegue o tempo em que você achará que a luz do sol, da lua e das estrelas perdeu o seu brilho -  O brilho do sol,da lua e das estrelas são rotineiros. Estamos acostumados com seu brilho. Contudo na velhice eles parecem diminuir seu esplendor até se apagarem totalmente na morte.......e que as nuvens de chuva nunca vão embora, não se vê mais a as nuvens depois da chuva. Termina então o ciclo e esvaia-se o dia –dia.
V 3 -de membros enfraquecidos, dentes cariados, e vista curta  3 Então os seus braços, que sempre o defenderam, começarão a tremer, e as suas pernas, que agora são fortes, ficarão fracas............... As mãos e as pernas são como guardas que tremem deixam de guardar o corpo. Os seus dentes cairão, e sobrarão tão poucos, que você não conseguirá mastigar a sua comida......os dentes se  tornam poucos. A sua vista ficará tão fraca, que você não poderá mais ver as coisas claramente. A visão se desvanece e os ouvidos se fecham em surdez
V4 –pouco sono, e voz  enfraquecida; . 4 Você ficará surdo e não poderá ouvir o barulho da rua. Você quase não conseguirá ouvir o moinho moendo ou a música tocando.....Enquanto ruídos fracos e distantes incomodam e lhe fazem perder o sono, as vozes almejadas e fracas.  E levantará cedo, quando os passarinhos começam a cantar. 2 Sm 19.35. Da idade de oitenta anos sou eu hoje; poderia eu discernir entre bom e mau? Poderia o teu servo ter gosto no que comer e beber? Poderia eu mais ouvir a voz dos cantores e cantoras?
V5 –cabelo branco e fraqueza  geral  -5 Então você terá medo de lugares altos, (medo de altura) e até caminhar será perigoso (do perigo das ruas)....... .Assim como aqueles que temem as alturas, a velhice traz ansiedade, (fica ancioso, apreensivo) o caminho torna-se perigoso, qualquer queda pode ser fatal.  Quando florir a mendoeira ........... Os Seus cabelos tornam-se brancos como as flores da amendoeira, e manqueja como um gafanhoto e você perderá o gosto pelas coisas.........Desvanece-se o desejo por faltar-lhe o sabor.Nós estaremos caminhando para o nosso último descanso; e, quando isso acontecer, haverá gente chorando por nossa causa nas ruas. Jó 17. 13 Mas, se eu aguardo já a sepultura por minha casa;se nas trevas estendo a minha cama;14se ao sepulcro eu clamo: tu és meu pai;e aos vermes: vós sois minha mãe e minha irmã,15onde está, pois, a minha esperança? Sim, a minha esperança, quem a poderá ver?
V 6 E então com uma  figura notável, descreve a dissolução final    A vida vai se acabar como uma lamparina de ouro cai e quebra (nosso corpo)............. Como um vaso ou objeto ornamental que, estando suspenso pelo fio de prata, se rompe, quando a sua corrente de prata se arrebenta, ou como um pote de barro se despedaça quando a corda do poço se parte.  assim é o envelhecimento, pois deixa a vida supensa como um delicado fio de prata, que, ao se romper causa falência do coração, o copo de ouro (nosso corpo)
V 7 corpo,alma e espírito possa gloriosamente triunfar Então o nosso corpo voltará para o pó da terra, de onde veio, e o nosso espírito voltará para Deus, que o deu.........Mesmo diante da fonte, mesmo com celeiros, não tem meios de usufruir dele, e a roda junto ao poço, a engrenagem da vida, também se despedaça e o pó volta ao pó;
Jó 14. 14 Se Deus pensasse apenas em si mesmo e para si recolhesse o seu espírito e o seu sopro,15 toda a carne juntamente expiraria, e o homem voltaria para o pó.
 Ec 3. 20 Todos vão para o mesmo lugar; todos procedem do pó e ao pó tornarão.
 Não deveríamos ter mais consideração ao sabermos que nossos  familiares idosos tem de suportar essas dificuldades?   Lembremo-no disto:  a renovação espiritual não é do corpo, mas por meio do corpo. A consideração e o respeito aos nossos idosos fazem parte do amor ao próximo.  Não desprezemos  nossos idosos sejam  velhos pais, avós. A solidão mata. Muitos hoje  querem  ficar livres deles . O considerem!  Reconheça sua fragilidade como  heróis  vencedores, que sem  eles você não existiria.
Diz um conto Sabedoria  oriental:  “Só passarei por este mundo uma vez. Assim, todas as boas ações que possa praticar, e todas as gentilezas que eu possa dispensar a qualquer ser humano, devo aproveitar este momento para fazê-lo. Não devo adiá-lo nem esquecer-me delas, pois não voltarei a passar  por este caminho”
NOTAS - Biblia ILUMINA - e versões NVI -NTLH
Pb Daniel Silveira -   IEAD - JoãoCosta  Distrito 23


sábado, 8 de outubro de 2011

A SUA PEFEIÇÃO ESPIRITUAL -

Texto  fl 3.12-24
Mente – coração  Sede e faculdade do pensamento, da   reflexão, da lembrança; intelecto; entendimento; CORAÇÃO ,   moral e espiritual; 1 Co 2. 16 Porque quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.  Para melhor compreensao.  verão (NTLH)  16 Como dizem as Escrituras Sagradas: “Quem pode conhecer a mente do Senhor? Quem é capaz de lhe dar conselhos?” Mas nós pensamos como Cristo pensa.
 Coração - é um órgão muscular oco que se localiza no meio do peito , órgão que bombeia o sangueO 2) Em sentido figurado, o coração é a sede do intelecto.  Ex bíblico Destruição do homem através do dilúvio.  (Gn 6.5)   5 E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente,    dos sentimentos   Ex  bíbico  de Ana - (1Sm 1.8) v8 Então, Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos?    e da vontade  O salmista diz: (Sl 119.2). 2Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos e o buscam de todo o coração. Buscar Rfs
Alma   A parte não-material e imortal do ser humano.   Quando Jesus estava dando instruções ao discípulos   (Mt 10.28) 28E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno a “alma e o corpo
(Salmos 34:22)  "O Senhor resgata a alma dos seus servos, e nenhum dos que nele se refugiam será condenado.  " Na Bíblia muitas vezes a palavra “alma” é empregada em lugar do pronome pessoal: “Livra a minha alma da espada” quer dizer “salva-me da espada” (Sl 22.20, 20Livra a minha alma da espada e a minha predileta, da força do cão.). Outras vezes “alma” em hebraico, quer dizer “pessoa” em português (Nm 9.13).  Moisés  instruindo sobre a celebração da Páscoa –v 13 Porém, se um homem achar-se limpo, e não estiver de caminho, e deixar de celebrar a Páscoa, essa alma (Pessoa )  será eliminada do seu povo.....................
(Pequeno) Nome romano de SAULO, APÓSTOLO dos GENTIOS, o maior vulto da Igreja primitiva (At 13.9). Israelita da tribo de Benjamim (Fp 3.5) e FARISEU (At 23.6), era cidadão romano por ter nascido em TARSO. Foi educado em Jerusalém aos pés de GAMALIEL (At 22.3; 26.4-5). De perseguidor dos cristãos (At 8.3), passou a ser pregador do evangelho, a partir de sua conversão (At 9). De Damasco foi à Arábia (Gl 1.17). Voltando para Damasco, teve de fugir (At 9.23-25). Em Jerusalém os cristãos tinham receio dele (At 9.26-28), mas Barnabé o levou aos apóstolos. Foi enviado a Tarso (At 9.30), e dali Barnabé o levou a Antioquia da Síria (At 11.19-30). Com vários companheiros Paulo realizou três viagens missionárias (At 13—20). Em Jerusalém enfrentou a fúria dos opositores, indo parar em Cesaréia (At 21.17-23.35), onde compareceu perante Félix, Festo e Herodes Agripa II (At 24—26). Tendo apelado para o Imperador, viajou para Roma, onde permaneceu preso durante 2 anos (At 27—28; v. os mapas das viagens missionárias de Paulo). Ali escreveu Ef, Fp, Cl e Fm. Além disso escreveu mais nove cartas (v. EPÍSTOLAS DE PAULO). Diz a tradição que foi libertado e realizou trabalhos missionários por mais 3 anos. Foi preso novamente e executado em Roma, provavelmente em 67 d.C., no tempo de NERO.

Paulo de perseguidor Saulo contra a  Igreja – apedrejamento de Estevão.At 7. 58 E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas vestes aos pés de um jovem chamado Saulo. 59 E apedrejaram a Estêvão, que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.  At 8. 3  E Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão.

Passou a ser erseguido - At 26.10 o que também fiz em Jerusalém. E, havendo recebido poder dos principais dos sacerdotes, encerrei muitos dos santos nas prisões; e, quando os matavam, eu dava o meu voto contra eles. At 26. 11 E, castigando-os muitas vezes por todas as sinagogas, os obriguei a blasfemar. E, enfurecido demasiadamente contra eles, até nas cidades estranhas os persegui. 
2 Co 11. 24 -  Recebi dos judeus cinco quarentenas de açoites menos um; 25três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo; 26 em viagens, muitas vezes; em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos dos da minha nação, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre os falsos irmãos;  27 em trabalhos e fadiga, em vigílias, muitas vezes, em fome e sede, em jejum, muitas vezes, em frio e nudez. 28Além das coisas exteriores, me oprime cada dia o cuidado de todas as igrejas.
Alcançando a perfeição(mensagem)  Prosseguindo para o alvo, A corrida do cristão
Fl 3.12-14. O que nós podemos fazer para  alacansar a perfeição espiritual?
ALVO-OBJETIVO
1.       Sua mente deve estar deve estar focada no objetivo (Alvo) Paulo admitiu que ainda não havia alcançado a perfeição espiritual, mas v 12 ele declarou que a buscava (ou se esforçava para alcançá-la. Ele então estabeleceu o objetivo de obter a perfeição, que só se torna possível em Cristo Jesus.  v 12  (NTLH) FL 3.12 Não estou querendo dizer que já consegui tudo o que quero ou que já fiquei perfeito, mas continuo a correr para conquistar o (prêmio?) pois para isso já fui conquistado por Cristo Jesus.  Paulo se esforçava (RA) Hb 2. 1 Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos. (NTHL)Hb 2.1 Por isso devemos prestar mais atenção (diligência) nas verdades que temos ouvido, para não nos desviarmos delas. Paulo admitiu que ainda não havia alcançado a pefeição espiritual,
2.       Prossiga e “persiga,persista, ”  o seu objetivo Ele empregava nisso todas as suas energias, assim como um atleta olímpico que desejava  conquistar a medalha de ouro.  (RA) Fl 3.14 prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Cuidado ativo. Presteza de fazer alguma coisa. (RA) Os 6. 3 Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia (chuvas da primavera) que rega a terra.
3.       Concentre-se no objetivo O apostolo estava determinado a não permitir que nada o impedisse de alcançar o seu objetivo. Para conseguir a perfeição, ele permaneceu concentrado no alvo, não aceitou nenhuma distração.  Fl 3.13 - Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço:
4.       Esqueça o passado, lançe fora o passado – O tipo de esquecimento a que ele se referiu é o desprezo deliberado, á lembrança dos problemas, derrotas e vitórias passadas.  Ele sabia que se olhasse para trás, perderia a velocidade na corrida e certamente perderia a disputa  13 mas.......uma coisa faço, esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus
a.      – Hb 8. 12 Porque serei misericordioso para com as suas iniqüidades e de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais.    Hb 10. 16 Este é o concerto que farei com eles depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seu coração e as escreverei em seus entendimentos, acrescenta: 17E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades.
5.       Olhe para o que esta á sua frente.-  Como o corredor que se aproxima do ultimo quilômetro da corrida, Paulo canalizou todas as suas energias e olhou para frente, entusiasmado com a expectativa da vitória que o aguarda. Prossigo (prosseguir,se conduzir, ir, avançar). Qual é o prêmio  (RC)1Co 9.18 18 Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo, para não abusar do meu poder no evangelho.
(NTLH) Nesse caso, qual é o pagamento que recebo? É a satisfação de anunciar o evangelho sem cobrar nada e sem exigir os direitos que tenho como pregador do evangelho. (RC) Cap. 9.24  Não sabeis vós que os que correm no estádio, (pista olímpica) todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. (NTLH) 9. 24 Vocês sabem que numa corrida, embora todos os corredores tomem parte, somente um ganha o prêmio. Portanto, corram de tal maneira que ganhem o prêmio.
Vitória que o aguarda .  Hb 11. 39 Ora, todos estes que obtiveram bom testemunho por sua fé não obtiveram, contudo, a concretização da promessa, 40 por haver Deus provido coisa superior a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados. (VEESÃO)  NTLH - 39 Porque creram, todas essas pessoas foram aprovadas por Deus, mas não receberam o que ele havia prometido. 40 Pois Deus tinha preparado um plano ainda melhor para nós, a fim de que, somente conosco, elas fossem aperfeiçoadas. Eles ainda não receberam a promessa, aguardando para receberem juntos conoco.Glória  à Deus 
2 Tm 4.8 Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.
Observe –cuidado para não perder o galardão. (RA)1 Co 27 Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.na versão NTLH -27  Eu trato o meu corpo duramente e o obrigo a ser completamente controlado para que, depois de ter chamado outros para entrarem na luta, eu mesmo não venha a ser eliminado dela. Cuide irmão, vigie para receber seu galardão que o aguarda.

Texto comentado da  Biblia NVI  - do Pr Morris Cerulo
transcrição Pb Daniel Silveira